Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    Brigada Militar prende homem por crime ambiental em Crissiumal   I    ‘Fiz de conta que morri’, diz mulher baleada por ex-marido em assalto simulado em Taquara   I    Brigada Militar prende procurado da justiça em Coronel Bicaco   I    Motociclista morre após colisão com carro na BR-471, em Santa Cruz do Sul   I    Após ser velada durante 8 horas, idosa é levada de volta a hospital em Bagé
19 de julho de 2019

Amigos dizem que mulheres mortas em Cristal levavam vida normal até se envolverem com seus companheiros

Duas mulheres que levavam uma vida normal. Assim são descritas por familiares, amigos e colegas Aline Schmidt Pirola, 25 anos, e Daniela Weissmann, 35 anos, que morreram na madrugada de quarta-feira (17) em um confronto com a Polícia Federal (PF), em Cristal, no sul do Estado. O problema, segundo quem as conhecia, é o fato de elas terem se envolvido com pessoas erradas.
As duas mulheres, que estavam em carros que furaram barreiras montadas pela PF na madrugada de quarta-feira (17), foram veladas em capelas mortuárias no bairro Florestal, em Lajeado, no Vale do Taquari, onde nasceram e residiam. Aline foi sepultada às 10h30min desta quinta-feira (18) no Cemitério Católico. O enterro de Daniela está previsto para esta tarde, no Cemitério Evangélico. Nenhuma delas tinha antecedentes policiais.
Durante o velório de Daniela, amigos e familiares lamentavam a morte trágica e o que definiram como “má escolha” por parte dela.

Sempre tranquila, não precisava ir para esse caminho — contou um amigo.

Em seu perfil em uma rede social, a mulher apresentava-se como microempresária. De acordo com o site da Receita Federal, o negócio foi aberto em 2011 e encerrado em 2016. Seria uma loja de roupas, segundo uma amiga.

Para um dos familiares, o problema foi ela ter conhecido, há alguns anos, Marcos Luís Bergham, pai de seu filho de quatro anos. Ele quem dirigia o carro em que estava Daniela — um Civic — quando foi baleada. Bergham também foi ferido, mas sem gravidade, e está sob custódia da Polícia Federal. A criança estava no mesmo veículo, foi baleada e seu estado é considerado gravíssimo. O menino de quatro anos está internado em um hospital de Porto Alegre.

— Quando ela o conheceu, ele ainda estava no sistema. Ela sempre dizia que ele iria sair dessa e que mudaria de vida — disse um homem.

Bergham esteve preso por roubos e tentativas de homicídio. Outro homem disse que Daniela e o companheiro costumavam viajar:

— Mas acho que foi a primeira vez que eles levaram a criança.

Aline dirigia o outro carro — um Celta — e também teria furado as barreiras da PF. Ela morreu no local. Sua filha, de dois anos, estava junto, não ficou ferida e foi entregue aos avós maternos.

De acordo com um vizinho dela, de 63 anos, que a conhecia havia 20, a família reprovava o relacionamento com o companheiro Junior Miorando, que já cumpriu pena por furto qualificado e é investigado por furto de carga.

— A família queria que ela largasse ele — contou o homem.

A jovem chegou a cursar três anos Arquitetura e Urbanismo. Atualmente, era acadêmica de Pedagogia na Uniasselvi. Por meio do curso, realizava, desde maio, estágio na Escola Municipal de Educação Infantil Anjinhos do Jardim, localizado no bairro Jardim do Cedro, o mesmo em que ela morava, em Lajeado.

— Era muito carinhosa com todos, as crianças, as professoras, os funcionários — descreve a diretora, Alessandra Cereza.

De acordo com ela, na terça-feira (16), Aline cumpriu normalmente sua jornada, entre 12h30min e 18h30min. Na quarta-feira (17), os colegas ficaram surpresos e consternados com a sua morte.

— Alguns foram ao enterro pelo ser humano que ela era e voltaram para trabalhar — conta a diretora.

Fonte: Gaúcha ZH

Notícias Relacionadas

  • Brigada Militar prende homem por po...

    23 de agosto de 2019
  • Brigada Militar prende homem por cr...

    23 de agosto de 2019
  • ‘Fiz de conta que morri’...

    23 de agosto de 2019
  • Brigada Militar prende procurado da...

    21 de agosto de 2019

NOTÍCIAS

PUBLICIDADES

NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

Entre em contato conosco



(55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados