Santo Augusto Urgente! Anuncie onde seu cliente também vê!   I    Brigada Militar de Santa Rosa prende agressor sexual   I    Homem é preso por furto em Frederico Westphalen   I    Homem morre após confusão com PMs durante ocorrência sobre perturbação de sossego em Candelária   I    Brigada Militar cumpre mandado de prisão em Ametista do Sul   I    Golpitas roubam conta do WhatsApp de empresária de Três de Maio
21 de outubro de 2019

Disputa entre índios envolveria uso de drone para planejar ataque com tiros de fuzil em tribo de Redentora

A casa do cacique da tribo caingangue Carlinhos Alfaiate, 52 anos, foi alvo de um ataque no final da tarde deste sábado em Redentora. Segundo a polícia, 15 homens armados disparam contra a residência e o veículo do líder da tribo. O cacique conseguiu escapar pelos fundos do imóvel, que fica na área indígena da Guarita. Munição de fuzil foi encontrada no local pela polícia.

Os homens incendiaram a residência, que ficou completamente destruída. Até a manhã deste domingo, Alfaiate ficou escondido na mata. Ele foi encontrado pela polícia sem ferimentos. Segundo testemunhas ouvidas pela investigação, um drone foi visto sobrevoando a casa pouco antes de os homens chegarem.

O delegado Roberto Audino, da Polícia Civil, afirma que o ataque ocorreu em meio à disputa de poder pela liderança da tribo envolvendo o cacique Carlinhos Alfaiate e o vice cacique Vanderlei Ribeiro, 46 anos, que lideram a tribo desde fevereiro de 2018. A Terra Indígena Guarita tem 23 mil hectares, localizados entre os municípios de Tenente Portela, Redentora e Erval Seco, e é composta por 7 mil integrantes.

Moradia consumida pelas chamas
Moradia consumida pelas chamas
Brigada Militar / Divulgação

— No decorrer das últimas semanas várias ocorrências foram registradas. Disparo de arma de fogo, ameaças e, na última quinta-feira, já ocorreu incêndio em uma residência em outro setor da área indígena, na cidade de Tenente Portela — relata o delegado Audino.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Tenente Portela e será enviada ao Ministério Público Federal, que é o mediador do conflito entre os dois líderes da mesma tribo.

Carlinhos Alfaiate, 52 anos

Carlinhos Alfaiate, 52 anos
Carlos Macedo / Agencia RBS

Alfaitate foi o primeiro líder caingangue eleito pelo voto direto, em 2000, e retornou ao cargo em fevereiro de 2018, após mais de uma década de liderança de Valdonês Joaquim.

O cacique vivia com a mulher e a filha de 14 anos na casa destruída pelo fogo. À reportagem, disse que estava na residência, no sábado, com a mulher, quando o grupo de homens armados apareceu:

— Vi aquele barulho todo de tiro de arma e percebi que não era pouca coisa. Era muita gente atirando para o meu lado. Tive de recuar. Eles queriam acabar comigo. Minha esposa ficou e viu tudo. Despejaram gasolina e colocaram fogo na minha casa. Querem tomar meu cacicado à força. A maioria da comunidade não aceita e não concorda com isso.

O vice cacique confirma que o clima está tenso na região e que não se “consegue controlar o povo”. Ribeiro, que chegou a se autoproclamar cacique na rádio Província FM no dia 28 de setembro, afirma que busca o diálogo e quer atuar como liderança ao lado de Alfaiate — que, em outra entrevista, na mesma emissora, reafirmou sua autoridade como cacique.

— A gente está sem voz para ajudar a comunidade. Só ele quer liderar. Os ânimos das famílias estão acirrados — afirma Vanderlei Ribeiro.

Devido ao clima de insegurança, duas escolas da reserva indígena estão com as aulas suspensas nesta segunda-feira.

Fonte: Gaúcha ZH

Notícias Relacionadas

  • Acidente deixa vítima fatal na Regi...

    16 de novembro de 2019
  • Brigada Militar de Santa Rosa prend...

    15 de novembro de 2019
  • Homem é preso por furto em Frederic...

    15 de novembro de 2019
  • Homem morre após confusão com PMs d...

    15 de novembro de 2019

NOTÍCIAS

PUBLICIDADES

PUBLICIDADES



NOTÍCIAS NO SEU E-MAIL

Cadastre-se para receber.

Entre em contato conosco



(55) 9 84034561 / (55) 9 96195305 Santo Augusto/RS / CEP: 98590-00
Copyright 2017 ® Santo Augusto Urgente - Todos os direitos reservados